Estilos

Os estilos em Bonsai são a normatização das formas de árvores encontradas na natureza. Devemos ter em mente antes de tudo, que uma planta não precisa necessariamente pertencer a algum estilo definido para ser chamado de Bonsai, ou para ser um bom Bonsai. Para estilizar uma planta partimos das tendências já apresentadas pelo material que estamos trabalhando e vamos aperfeiçoando aos poucos, com podas e modelagem de ramos.

É importante lembrar também que os estilos têm muitas variações, e que cada escola (mesmo no Japão) pode ter conceitos mais particulares sobre o tema. Assim sendo, as ilustrações a seguir apresentadas mostram os tipos mais definidos dentro de cada um, mas não são uma unanimidade.

ESTILOS

Chokkan – (ereto formal) – Estilo que se caracteriza por possuir um único tronco reto e que vai se afilando em direção ao ápice. O primeiro ramo deve sair do primeiro terço do tronco (a direita ou a esquerda, é indiferente ). O segundo ramo deve ser oposto ao primeiro, e os demais se distribuindo em ângulos diferentes em posição de espiral até a ponta da planta. É um estilo bastante encontrado na natureza, sobretudo em florestas de coníferas.

Shakan – (estilo reto, porém inclinado em relação ao eixo vertical). A idéia de equilíbrio é dada pela disposição harmoniosa dos ramos, enfatizando-se o lado oposto a inclinação pela disposição dos ramos e raízes.

Hokidachi – (escova ou vassoura) Estilo de tronco reto, no qual os ramos saem em grande quantidade de um determinado ponto do tronco, formando uma copa redonda ou arredondada. Neste estilo no mínimo um terço da parte ramificada do tronco deve ficar visível ao observador. A planta como um todo deve lembrar uma vassoura ou uma sombrinha aberta.

Moyogi – (estilo vertical informal) Estilo vertical de tronco sinuoso. Da mesma forma que os demais estilos verticais, deve iniciar a ramificação no primeiro terço do tronco. Seus ramos devem sair sempre da parte externa das curvas.

Fukinagashi – (estilo varrido pelo vento) Estilo de Bonsai que lembra uma planta nascida em condições adversas de muito vento. Este estilo pode apresentar graus variados de inclinação e marcar nitidamente um deles como o mais atingido pela intempérie. É um estilo apresentado geralmente com escassa folhagem para aparentar ao máximo a idéia de crescimento em condições adversas.

Kengai – (cascata) É um estilo que representa uma planta nascida num barranco a beira d’água. Devido a esta condição particular de crescimento ela se desenvolve na direção da luz refletida na água. Embora pareça estranho para alguns é uma forma bastante comum na natureza. Nos vasos de Bonsai o seu crescimento se dá abaixo da borda. É um estilo que apresenta inúmeras variações.

Han Kengai – (semi cascata) É um estilo parecido com o anterior sendo que a sua forma é mais suave e a sua inclinação não ultrapassa a borda do vaso, embora ela nitidamente apresente a tendência de queda.

Bunjin – (Bujunji, estilo minimalista, literati, ou o estilo dos letrados) É um estilo de forma livre, com tronco fino e geralmente sinuoso. Este estilo não se submete as regras dos demais, sendo totalmente sujeito ao gosto e capacidade artística de seu idealizador. Usa vasos redondos ou arredondados, pesados na base para suportar a planta sem quedas.

Yamamori – (plantação em grupo) – É o estilo em que duas ou mais plantas (no máximo sete), são colocadas na bandeja dando a impressão de um pequeno grupo de árvores.

Yose Ue – (bosque ou floresta) É um estilo em que nove ou mais plantas são colocadas numa mesma bandeja dando a impressão de uma floresta. O ideal é que o número de plantas seja ímpar (e de preferência um número primo segundo alguns autores), embora em bosques com grande quantidade de plantas isto não seja significativo.

Kabudachi – (troncos múltiplos) É um estilo em que vários troncos saem de um mesmo ponto, cada um tomando a feição de uma planta independente, mas que são modelados em conjunto.

Ikadabuki – (estilo balsa) Estilo em que uma planta caída, mas ainda com raízes em boas condições, serve de base para que seus ramos cresçam como árvores independentes, estando contudo ligadas por um tronco basal em comum.

Netsuranari – (raízes interligadas) É um estilo em que estolões de raiz crescem a ponto de se tornarem árvores, muitas vezes em condições de competir com a planta mãe, mas permanecendo ligadas a ela por uma raiz .

Neagari – (raízes expostas) Estilo em que representa-se uma planta com o seu sistema radicular atacado pela erosão de solo, expondo a parte mais grossa das raízes e dando a impressão de que elas fazem parte do tronco .

Ishitzuki – (planta sobre pedra) Estilo em que a planta tem como vaso unicamente uma pedra, geralmente parcialmente escavada.

Sekijoju – (plantada sobre a rocha ) Estilo em que a planta está colocada sobre uma pedra, envolvendo-a e plantando suas raízes no solo logo abaixo. Na natureza é comum encontrarmos árvores principalmente moráceas crescendo nestas condições.

Sharimiki – (madeira exposta) Estilo em que a planta apresenta uma parcela significativa de seu tronco descascado, com a madeira parcialmente morta.

Korabuki – (casco de tartaruga) Estilo em que a base do tronco estende-se em sua volta formando uma estrutura parecida com o casco de uma tartaruga. Atualmente é raro de encontrar.

Sabamiki – (tronco fendido ) Estilo em que o tronco se apresenta rachado como se a planta estivesse sido atingida por um raio ou por um acidente da natureza (uma queda de rocha, de outra árvore, ou ainda ataque de insetos, larvas ou agentes patogênicos).

Bankan – (serpentina ) É o estilo em que o tronco apresenta-se em espiral cônica em relação ao ápice dando a impressão de uma mola. Os seus ramos devem seguir a orientação dos demais estilos nos outros aspectos. Trata-se de um estilo bem antigo sendo raramente visto atualmente.

Nejikan – (tronco torcido) Estilo que representa uma planta que resistiu a uma grande catástrofe (grande seca ou incêndio florestal), contorcendo-se sobre si mesmo no processo de reparação dos tecidos.

Saikei – (paisagem) Trata-se de uma composição de elementos tais como pedras, água e plantas Bonsai transmitindo uma idéia de paisagem ao observador.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s